Tag Archives: café

Para degustar: San Telmo Café

24 jan

Vira e mexe subo a serra e me escondo, bem aconchegada, nos braços de Teresópolis-RJ. A cidade é histórica e tem diversos atrativos, entre eles a famosa Feirinha do Alto e o Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Mas essas e outras coisitas sobre a cidade ficarão para outro post.

Hoje falarei sobre um dos meus lugares prediletos em toda a cidade. Trata-se do Café San Telmo, cafeteria com nome argentino, bem no centro de Terê, ao lado da Igreja Matriz de Santa Tereza e sua praça convidativa, com direito a coreto e mesinhas onde se joga damas.

Puxando este gancho, sim, pode-se dizer que a cidade tem um clima bucólico, muito embora possua uma grande população jovem flutuante, em razão da universidade ali instalada. Dependendo do bairro em que se está, tem-se a sensação de que Teresópolis parou no tempo.

E ao se adentrar o Café San Telmo, o tempo simplesmente parece parar. As mesinhas e poltronas parecem pedir para serem ocupadas e nunca mais deixadas. Ali se pode ouvir LP’s excelentes, e até comprá-los. Para ler um livro ou uma revista, é só acender o abajour vintage, estrategicamente localizado. Uma enorme cristaleira exibe coleções de café e utensílios. Até os talheres são antiguidades de prata, muitas vezes diferentes entre si.

No San Telmo se vende jóias de prata e pedras brasileiras, e ainda, magnetos com a temática vintage. A decoração é um caso a parte, com seus lustres antigos e móveis de antiquário. Dá vontade de morar lá! Até o banheiro ganha contornos interessantes (no feminino, a pia está apoiada sobre uma antiga máquina de costura pintada de vermelho). Isso sem contar com o corredor inteirinho decorado com espelhos em molduras diferentes e inusitadas, e as caixas de charutos que servem de recipientes para a conta.

Ah é, na cafeteria também serve… café! E não é qualquer cafezinho não. É um legítimo espresso (sim, com S), feito com grãos selecionados que também é vendido por lá.  O proprietário entende do assunto e sempre está presente, ajudando a atender os clientes e explicar a origem das coisas da cafeteria.

Meus pedidos de sempre, além do espresso tradicional: espresso curto (estilo italiano) e affogatto (espresso servido sobre uma bola de sorvete de creme). Além do café, estão disponíveis outros acepipes, como croissants, muffins, brownies, entre outros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Maiores informações:
Café San Telmo – Praça Baltazar da Silveira, 124 – Várzea – Teresópolis/RJ.
Horário de funcionamento: Segunda a Sexta de 09:00 às 21:00, Sábado de 09:00 às 21:00, Domingo de 09:00 às 21:00.
http://www.guiatere.com/teresopolis/rj/1176/cafe-san-telmo—centro.html

Ana Letícia
@analeticia

(Fotos e texto: Ana Letícia.)

Para degustar: Daniel Briand

22 dez

O lugar já tem nome metido a francês, fica numa esquina charmosa, com direito a quintal com passarinhos cantando, mesas embaixo de árvores, decoração que mistura o rústico com o sofisticado, e a comida é tudo de bom. Tinha como não amar?

Assim é o Café Daniel Briand, na 104 Norte. Sorvetes, macarons, profiteroles, galettes, quiches, croissants, brioches, tartes, além de chás importados e um excelente café espresso, é ir pra se esbaldar, esquecer da dieta e ser feliz!

O atendimento em geral é bom, apenas o pedido demora um pouco a ser servido. No entanto, a espera compensa pois a qualidade é muito boa. As galettes (espécie de crepe feita com trigo sarraceno) são deliciosas, mas os sanduíches (chamados de “croque” no menu) e as sopas são imperdíveis também (uma boa pedida é a sopa de cebola, simplesmente divina!). O brioche parisienne estava um sonho, e as vitrines são de comer com os olhos. De sobremesa, recomendo os profiteroles ou a tarte tatin, pecados!

As fotos falam por si só:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Maiores informações:
Café Daniel Briand – CLN 104, Bloco A, Loja 62 – Asa Norte – Brasília/DF
Tel: (61) 3326-1135
Horário de funcionamento: de 3a a domingo, de 10h às 22h.
www.cafedanielbriand.com \ info@cafedanielbriand.com

Ana Letícia
@analeticia

(Texto e fotos:  Ana Letícia.)

*UPDATE*
Deu no New York Times… um petit déjeuner no Daniel Briand é indispensável!